05/09/2010

O homem que amava as mulheres

O homem que amava as mulheres ocupa muito meu tempo. É um filme sobre um homem que ama mulheres, é um filme que dá origem a um livro, além de ser um filme sobre um livro que está sendo escrito… labirinto e paixão.

Truffaut criou o parque de diversões exato para meu ócio e tenho me inspirado nele em meus escritos.

Hoje vi o filme novamente. Não resisti após o final. Fui à estante e peguei o livrinho do Truffaut, um pequeno romance, já deformado pelo uso que chegou em minhas mãos antes de conhecer o filme. Reproduzo aqui uma fala de Bertrand  Morane à Véra, mulher que o fez recorrer a remédios para voltar a dormir e sorrir:

“Não é muito romântico, mas acho isso engraçado, a idéia de que as histórias de amor que acabam mal podem ser curadas na farmácia”.

O homem que amava  as mulheres, p. 171, editora Imago.

Clique e veja uma cena do filme

Anúncios

Uma resposta to “”

  1. ôh, minha gastrite que o diga! rsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: